Notícias

Escolha de regime tributário errado gera prejuízos para empresas

Classificação certa é fundamental para garantir a saúde financeira de qualquer negócio

Autor: Patrícia PazoldFonte: A Autora

Você sabe qual o melhor regime tributário para sua empresa? A escolha do regime tributário é um dos passos mais importantes para o sucesso financeiro ou não de uma empresa. Quando você escolhe de forma errada, pode gerar a necessidade do pagamento de um conjunto de impostos inadequados, comprometendo sensivelmente a saúde financeira do seu negócio ou até mesmo gerando problemas fiscais com a Receita Federal. Ou seja, a escolha errada pode fazer você pagar tributos além do que é devido.

Neste artigo, a Consultora Financeira Patricia Pazold apresenta importantes informações para você entender melhor os principais impactos que sua empresa pode sofrer por não escolher corretamente o regime tributário. Confira!

O que é regime tributário?

O regime tributário trata-se de um conjunto de leis que conduz a tributação que sua empresa irá pagar. Ou seja, ele define como a empresa pagará pelos seus tributos obrigatórios. São eles: MEI, Simples Nacional, Lucro Presumido e Lucro Real.

Existem ramos de atividades e portes da empresa, que determinado regime tributário é obrigatório, nesses casos, não tem o que fazer, pois as empresas são obrigadas a seguirem a legislação. Entretanto, a maioria das empresas no Brasil têm a opção de escolher, mas, mesmo assim, acabam abrindo mão disso, pois muitas vezes, o regime tributário adequado para determinada empresa, poderá ser o Lucro Real e isso vai forçar o empresário a ter duas coisas: um departamento financeiro organizado e pagar um valor maior de honorários para o profissional de contabilidade, pois esse regime exige um esforço maior.
No entanto, se fizer um estudo, o empresário vai perceber que ele estará perdendo muito dinheiro com essa decisão, pois um regime tributário errado acaba impactando de forma negativa no resultado da empresa.

Impactos financeiros na sua empresa

Precificação fora do mercado: a precificação correta é ideal para qualquer empresa para não perder cliente, é de fora para dentro, ou seja, o mercado que determina, e com isso, as empresas precisam ajustar seus custos para ter o lucro desejado. Os impostos impactam diretamente nisso;

Fluxo de caixa prejudicado: o fluxo de caixa da empresa, será prejudicado, pois a empresa vai pagar mais impostos e fazer desembolsos desnecessários;

Falta de liberação de créditos financeiros: dependendo do regime tributário, a empresa fica limitada a créditos em instituições financeiras e, com isso, perde oportunidades de crescimento;

Sem créditos tributários: dependendo do ramo de atividade da empresa, ao escolher o regime que não tenha muitos benefícios, ela acaba perdendo o direito de receber créditos tributários, que ajudariam na redução de custos e, consequentemente, na precificação;

Força de concorrentes: se o seu concorrente escolher o regime mais adequado e você não, com certeza ele poderá ganhar de você no preço e, com isso, terá maior poder de barganha;

Sem incentivos fiscais: o Governo abre mão de uma parte dos impostos que receberia, para que seja destinado a diversos projetos sociais, ou seja, se sua empresa escolher o regime que proporciona esse incentivo, sua empresa utilizaria uma parte que pagaria para o Governo para colaborar com projetos sociais, o que além da contribuição social, ainda acaba revertido como marketing social da sua empresa, sem gerar custos;

Lucro prejudicado: com um regime errado, sua empresa vai pagar mais impostos e isso vai impactar diretamente no lucro da empresa;

Sem créditos na compra de máquinas e equipamentos: dependendo do ramo de atividade e do regime tributário adequado, sua empresa poderá se beneficiar com créditos tributários na compra desses ativos.

Em geral, tudo vai impactar diretamente no resultado da sua empresa, por isso, é muito importante entender quais a opções de regime tributário a sua empresa tem e quais benefícios você terá ao fazer a escolha certa.

Orientação

A escolha do regime tributário é muito complexa, dependendo muito do cada tipo de empresa e, por isso, para fazer essa decisão é importante a orientação de um profissional especializado para fazer esse estudo e que vai te ajudar a enxergar qual regime trará uma carga mais leve de tributos envolvidos, evitando assim um impacto negativo desnecessário na receita da sua empresa. Para que não ocorram erros, é muito importante contar com uma consultoria especializada, que irá sanar todas as suas dúvidas e orientar o melhor caminho, ou seja, qual o regime tributário ideal para sua empresa.

*Sobre Patricia Pazold

Patricia Pazold tem 41 anos, é Consultora Financeira, Contadora e Coaching, graduada em Administração de empresas e Ciências Contábeis, possui MBA em Gestão Financeira, Controladoria e Auditoria e MBA em Gestão Tributária. No mercado de trabalho, Patrícia possui 21 anos de experiência na área financeira, atuando com setor financeiro, contábil, compras, crédito, cobrança e logística. Além disso, também conta com uma bagagem de 12 anos de experiência em gestão de equipes. É especialista em consultoria financeira, elaboração e execução de treinamentos, reestruturação do setor financeiro, reestruturação do setor de logística (frota), controle de custos e despesas e controladoria.

voltar

Links Úteis